Mundo

UE saúda troca de prisioneiros e pede à Rússia e Ucrânia que aproveitem impulso

O cineasta Oleg Sentsov

Handout .

Moscovo e Kiev realizaram este sábado uma troca sem precedentes de 70 prisioneiros.

A alta representante para a Política Externa da União Europeia, Federica Mogherini, saudou este sábado a troca de prisioneiros entre a Rússia e a Ucrânia e pediu aos dois países que continuem a avançar neste caminho.

"Esta libertação revela a determinação daqueles que trabalharam incansavelmente para este resultado, incluindo a sociedade civil, ativistas e especialistas legais", afirmou Mogherini, em comunicado.

A chefe da diplomacia europeia acrescentou que "a União Europeia espera que todas as partes aproveitem este impulso" para continuar a avançar no caminho do diálogo.

Moscovo e Kiev realizaram este sábado uma troca sem precedentes de 70 prisioneiros, entre os quais o cineasta ucraniano Oleg Sentsov, cuja libertação era exigida pela comunidade internacional, e 24 militares capturados pela Rússia em navios ao largo da Crimeia em novembro de 2018, durante o mais grave confronto direto entre os dois países.

O conflito entre os dois países intensificou-se em 2014, quando a Rússia anexou a península da Crimeia. Desde então, dezenas de ucranianos e de russos foram detidos por acusações de traição ou de incitamento ao separatismo.

Lusa