Mundo

Japão quer descarregar água contaminada com radiação no oceano

Carlos Barria

A água serviu para arrefecer a central nuclear de Fukushima.

O Japão comunicou esta quarta-feira que em 2022 vai deixar de ter espaço para armazenar a água contaminada com radiação da central nuclear de Fukushima.

O governo garante que a empresa responsável pelo armazenamento está a ficar lotada e que a única hipótese é fazer descargas no oceano.

Em 2011, um terramoto provocou um desastre nuclear em Fukushima, que queimou três reatores da central e, desde então, têm sido arrefecidos com água de modo a travar a radioatividade.

Vários países, como a Coreia do Sul, estão preocupados com as possíveis descargas no Oceano Pacífico.

  • António Costa sobre a eutanásia: "Não deve ser crime"
    1:47
  • A pergunta da semana: concorda com a eutanásia?

    Eutanásia

    A Assembleia da República debate a 20 de fevereiro cinco projetos de lei para a despenalização da morte assistida. As propostas são do Bloco de Esquerda, do Partido Socialista, do Partido das Pessoas dos Animais e da Natureza (PAN), do Partido Os Verdes e da Iniciativa Liberal. Sabe o que cada partido propõe? A resposta está neste artigo. Concorda com a eutanásia? Responda ao inquérito.

    VOTE AQUI

    SIC Notícias