Mundo

ONU aprova mantutenção de ações contra o tráfico de migrantes na costa da Líbia

Esam Al-Fetori

Os 15 membros do Conselho aprovaram uma resolução que estende essa permissão por mais 12 meses.

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) renovou esta quinta-feira a autorização para continuar a inspecionar navios suspeitos de tráfico de migrantes na costa da Líbia.

Por unanimidade, os quinze membros do Conselho aprovaram uma resolução que estende essa permissão por mais doze meses, em vigor desde 2015.

A autorização, entre outras questões, dá apoio legal à operação naval "Sofia", lançada pela União Europeia, para combater redes que transportam pessoas pelo Mediterrâneo.

A missão europeia criada em 2015 permanece em vigor no papel, mas na realidade está suspensa há meses, sem navios na área devido às divergências dos países sobre como proceder com o desembarque de pessoas resgatadas no mar.

A criação da operação e o seu efeito dissuasor contribuíram significativamente para reduzir os movimentos das máfias na área central do Mediterrâneo.

No texto aprovado hoje, o Conselho de Segurança "condena todos os atos de contrabando de migrantes e tráfico de pessoas de, para e através do território líbio e ao largo da costa da Líbia".

Segundo o mais alto órgão das Nações Unidas, essas atividades "minam ainda mais o processo de estabilização do país e colocam em risco a vida de centenas de milhares de pessoas".

A resolução renova as disposições centrais em vigor desde 2015, que autorizam os Estados membros a usar a força, se necessário.

Lusa