Mundo

Bebé morre após receber dose de medicamento 10 vezes superior ao suposto

Hannah Mckay

Hospital é acusado de negligência médica.

Um bebé de nove meses morreu no Hospital Universitário Gregorio Marañón, em Madrid, em mais um caso de negligência médica. Os profissionais de saúde administraram ao bebé uma dose de medicamento 10 vezes superior do que era suposto, o que levou à sua morte.

Hospital é acusado de homicídio por negligência

De acordo com o jornal espanhol El Mundo, o bebé nasceu com problemas cardíacos e por esse motivo teve de ser submetido a um transplante em novembro de 2018.

Como estava em fase de recuperação, foi-lhe administrado via oral o fármaco micofenolato, normalmente usado em pessoas que fizeram transplantes. No entanto, por algum motivo que ainda não é conhecido, em vez de ser administrado 100 miligramas do medicamento, foi uma grama, ou seja, 10 vezes mais do que o suposto.

Os médicos tentaram reverter a situação e salvar o bebé mas não conseguiram. Os pais apresentaram queixa contra o hospital.

Documentos do hospital a que o jornal espanhol teve acesso, indicam mesmo que: "Nas primeiras horas da manhã foi administrada uma dose 10 vezes superior à correspondente de micofenolato oral". "Erro de administração de micofenolato 1 grama em vez de 100 miligramas".

O El Mundo contactou o hospital em questão e ainda o Conselho de Sanidade da Comunidade de Madrid mas ambos se recusaram a prestar declarações justificando.