Mundo

Polícia apedrejado até à morte em protestos contra o Presidente do Malawi

Este foi o segundo polícia a morrer desde o início destas manifestações no Malawi.

Um polícia foi lapidado até à morte esta terça-feira no Malawi, durante confrontos entre forças policiais e manifestantes oposicionistas que procuravam impedir uma reunião pública do Presidente do país, Peter Mutharika.

As violências ocorreram na cidade de Msundwe, no centro do país, a oeste da capital, Lilongwe, declarou à AFP o porta-voz da polícia, James Kadadzera.

"Perdemos um polícia em Msundwe, morto esta manhã por manifestantes e criminosos", acrescentou Kadadzera.

O polícia, chamado Usumani Imedi, foi apedrejado até morrer. Este foi o segundo polícia a morrer desde o início destas manifestações no Malawi.

Segundo uma testemunha ouvida pela AFP, os incidentes começaram quando a polícia usou gás lacrimogéneo para dispersar as pessoas que estavam a bloquear uma estrada para impedir os partidários do chefe de Estado de se deslocarem para o seu comício.

"Os manifestantes ripostaram com pedras. No que se seguiu, conseguiram isolar um polícia que mataram à pedrada", acrescentou esta testemunha.

A cidade de Msundwe é um dos bastiões da oposição, que tem denunciado a reeleição, que considera fraudulenta, de Mutharika em maio.

Lusa