Mundo

Carne criada em laboratório no espaço

Nenhum animal foi maltratado na produção desta "carne espacial".

Pela primeira vez na História, foi produzida carne no espaço, anunciou uma empresa israelita a 7 de outubro.

A experiência foi feita a bordo da Estação Espacial Internacional através de impressão 3D de biomaterial - em vez de tinta, são utilizadas células, neste caso, de carne bovina.

A Aleph Farms israelita, juntamente com a empresa russa 3D Bioprinting Solutions e com duas empresas alimentares com sede nos EUA, queriam criar um pedaço de carne imitando o processo natural de regeneração do tecido muscular de uma vaca.

A 26 de setembro, obtiveram a prova do sucesso: um pequeno pedaço de tecido muscular de vaca.

A bioimpressão - com uma impressora biológica 3D - é um processo em que os biomateriais, como as células animais, são misturados com fatores de crescimento e depois "impressos" numa estrutura em camadas. Neste caso, a estrutura resultante é um pedaço de tecido muscular.

O cosmonauta Oleg Skripochka conduz a experiência "bife criado em laboratório" a bordo da Estação Espacial Internacional em 26 de setembro de 2019.

O cosmonauta Oleg Skripochka conduz a experiência "bife criado em laboratório" a bordo da Estação Espacial Internacional em 26 de setembro de 2019.

Roscosmos

A impressora biológica 3D "tem uma força magnética que agrega as células num pequeno tecido, que é a carne que é construída", explicou ao site Space.com o responsável pelas relações externas da Aleph Farms, Yoav Reisler.

No entanto, enquanto a bioimpressão 3D tenha sido usada e testada na Terra para coisas como a produção de tecido cartilaginoso, no espaço funciona de maneira um pouco diferente.

"O amadurecimento de órgãos e tecidos bioimpressos em gravidade zero ocorre muito mais rapidamente do que nas condições de gravidade da Terra. No espaço o tecido é impresso todos os lados em simultâneo, como quando se faz uma bola de neve. Na Terra, as células são puxadas para baixo. Na gravidade zero, elas ficam a gravitar e interagem apenas uma com a outra. A impressão em camadas requer uma estrutura de suporte. A impressão em gravidade zero permite que o tecido seja criado apenas com material celular, sem nenhum suporte intermediário ", explicou Reisler.

O pedaço de carne produzido no laboratório espacial

O pedaço de carne produzido no laboratório espacial

3D Bioprinting Solutions

A grande razão por trás destas experiências da Aleph Farm para produzir "carne sem recurso a abate no espaço", como a empresa descreve, reside nas alterações climáticas, diz a empresa em comunicado.

Como sublinha o relatório do Painel Intergovernamental sobre Alterações Climáticas de 2019, dado que a criação de animais necessita de grandes quantidades de água e energia, contribui de maneira significativa para as mudanças no clima.

A primeira carne criada em laboratório

Em agosto de 2013 foi experimentada a primeira carne criada 'in vitro' - um hamburguer fabricado a partir de células estaminais de vaca com 142 gramas e que custou 250.000 euros.