Mundo

Investigação a esfaqueamento em Manchester liderada pela unidade antiterrorismo

Investigação a esfaqueamento em Manchester liderada pela unidade antiterrorismo

Foi detido um homem de cerca de 40 anos.

Quatro pessoas ficaram feridas esta sexta-feira num esfaqueamento num centro comercial em Manchester, no Reino Unido.

Ainda não se conhecem as motivações do ataque, mas a investigação está a ser liderada pela unidade antiterrorismo britânica.

Manchester foi atingida em 2017 por um ataque à bomba no final de um espetáculo da cantora norte-americana Ariana Grande no qual 22 pessoas morreram e 260 ficaram feridas.Dada a "localização do incidente e a sua natureza, os polícias antiterroristas estão a conduzir as investigações", afirmou hoje a polícia num comunicado.

Cinco pessoas ficaram feridas no ataque desta sexta-feira e foram levadas ao hospital, segundo os serviços de socorro e a polícia.

Segundo os meios de comunicação, o centro comercial de Arndale, onde ocorreu o incidente, foi evacuado e um grande dispositivo de segurança foi instalado.

Segundo uma testemunha, o agressor estava a tentar esfaquear as pessoas "aleatoriamente".

Um homem com cerca de 40 anos foi detido na sequência do incidente.