Mundo

Xi Jinping diz que quem tentar separatismo na China "acabará com o corpo esmagado e ossos partidos"

Erik de Castro

Garantia do Presidente chinês, Xi Jinping, após 4 meses de protestos em Hong Kong

Susana Vera

O Presidente da China, Xi Jinping, afirmou que "quem tentar atividades separatistas em qualquer lugar da China acabará com o corpo esmagado e os ossos quebrados", de acordo com a edição digital hoje do jornal do Partido Comunista chinês.

"Quem tentar atividades separatistas em qualquer parte da China acabará com o corpo esmagado e os ossos quebrados, e qualquer força externa que apoie essas tentativas será considerada pelo povo chinês como irrealista", disse o presidente chinês, durante uma visita de Estado ao país Nepal no fim de semana.

Xi Jinping fez estas declarações após 19 semanas do início das manifestações pró-democráticas em Hong Kong, que Pequim considera que são encorajadas por forças estrangeiras, tendo já apontado diretamente Washington em várias ocasiões como o principal responsável.

Nesse sentido, o Presidente da China agradeceu ao Nepal pela sua "firme adesão à política de uma única China", que rejeita Taiwan e Hong Kong como entidades independentes.

Os protestos, que se tornaram massivos em junho após uma controversa lei de extradição proposta, transformaram-se num movimento que exige reformas democráticas em Hong Kong.

Durante os quatro meses de manifestações, registou-se uma escalada de violência. Os manifestantes têm acusado a polícia do uso de força excessiva, enquanto as autoridades condenam as táticas violentas de alguns grupos que apelidam de radicais.

Com Lusa

Presidente da China agradeceu ao Nepal pela sua "firme adesão à política de uma única China", que rejeita Taiwan e Hong Kong como entidades independentes.

Presidente da China agradeceu ao Nepal pela sua "firme adesão à política de uma única China", que rejeita Taiwan e Hong Kong como entidades independentes.

Monika Deupala