Mundo

Casal britânico e filho de 3 meses detidos por entrarem acidentalmente nos EUA

Twitter @MiFamiliaVota

A família foi levada para um centro de detenção de migrantes nos EUA.

Um casal britânico diz ter sido detido nos Estados Unidos da América depois de ultrapassar acidentalmente a fronteira do Canadá. David Connors e a esposa Eileen dizem que estão presos na Pensilvânia com um filho de três meses e afirmam que estão "traumatizados".

O casal detalhou a "experiência mais assustadora" das suas vidas numa declaração à BBC News, através da advogada.

O que realmente aconteceu?

A advogada da família, Bridget Cambria, do Aldea - Centro de Justiça do Povo, revelou que o casal estava a conduzir para o sul de Vancouver no dia 3 de outubro, quando fizeram um desvio para evitar um animal na estrada.

A família foi parada por um agente da polícia que não leu os seus direitos, nem lhes permitiu "simplesmente dar meia-volta" e voltar ao Canadá, de acordo com a denúncia.

Na manhã seguinte, o casal disse que foi levado para o aeroporto, o que aumentou a esperança de que iriam voltar para o Canadá ou para o Reino Unido.

"Mas isso não aconteceu", diz Eileen Connors numa declaração.

Em vez disso, foram levados de avião para a Pensilvânia - do outro lado do país. A 5 de outubro, a família foi transferida para o Berks Family Residential Center (BFRC), um dos três centros de detenção de imigração nos Estados Unidos da América.

"Vamos ficar traumatizados para o resto da vida pelo que o governo dos Estados Unidos nos fez."

A Imigração e Alfândega dos EUA (ICE) confirmou que a família estava detida nas instalações do BFRC em Leesport, Pensilvânia.

  • A Justiça do Castigo
    26:54
  • Os 50 anos de carreira de José Mário Branco
    4:56