Mundo

Glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos

ARNO BALZARINI/ AP

Desde 1900 já desapareceram mais de 500 glaciares na Suíça.

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou hoje a Academia Suíça das Ciências.


A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental para as alterações climáticas, que estudou a criosfera - gelos permanentes - em vinte glaciares.


Várias vagas de calor registadas durante o verão deste ano fizeram descer o gelo para "níveis recorde", apesar de o inverno anterior ter sido marcado por um mês de janeiro muito frio e chuvoso, sobretudo na vertente norte dos Alpes.


Em abril e maio, havia mais 20% a 40% de neve nos glaciares em relação aos valores médios, mas bastaram duas semanas no fim de junho e fim de julho para derreter o equivalente a todo o consumo anual de água potável na Suíça.


Segundo um estudo recente da Escola Politécnica Federal de Zurique, os cerca de 4.000 glaciares alpinos, que fornecem água a milhões de pessoas, além de serem atrações turísticas, podem perder 90% do seu volume até ao fim do século se não se reduzirem as emissões de gases de efeito de estufa responsáveis pelo aquecimento global.