Mundo

Homem preso por homicídio de jovem quatro décadas depois de o corpo ter sido encontrado 

Corpo de Julia Woodward foi encontrado em 1979.

Um homem do Arizona, nos EUA, foi preso pelo homicídio de uma jovem de 21 anos quatro décadas depois de ter cometido o assassinato, reveleram este domingo as autoridades norte-americanas. Este é mais um dos casos resolvidos devido aos avanços na tecnologia do ADN.

Um detetive da unidade dos chamados "cold cases" (casos frios, em português) pediu para que as provas do homocídio de Julia Woodward voltassem a ser examinadas, com o objetivo de encontrar novos indícios. Neste caso, as recentes análises resultaram na identificação de Charles Gary Sullivan como presumível homicida.

O suspeito foi extraditado na sexta-feira para Nevada, onde foi preso e acusado pelo assassinato de Julia Woodward. O corpo da jovem foi encontrado a 25 de março de 1979, em Hungry Valley, depois de ter saído da casa dos pais para procurar um emprego na área de Lake Tahoe/Reno, revela a CNN. A causa da morte foi um trauma por força contundente.

Os avanços tecnológicos estão a permitir identificar autores de crimes que tenham sido cometidos há vários anos.

  • "Ele deu-me um soco! É uma vergonha": treinador do Belenenses SAD admite que foi agredido
    0:36