Mundo

100 manifestantes continuam barricados numa universidade em Hong Kong

100 manifestantes continuam barricados numa universidade em Hong Kong

O cerco policial dura há quatro dias.

O Politécnico de Hong Kong tem sido, nos últimos dias, a casa de cerca de 100 manifestantes, que se encontram barricados.

O cerco policial dura há quatro dias, já foram detidas mais de mil pessoas e o acesso a comida e medicamentos começa a faltar. Por isso, são cada vez mais os que tentam fugir.

A maioria dos manifestantes que tentam fugir acabam por se renderem e terminam detidos. Em cima da mesa, está o risco de uma pena que pode chegar aos 10 anos de prisão.

Do lado de fora, são muitos os que apoiam quem continua barricado. Pedem que os alegados abusos de força por parte da polícia sejam investigados.

Os protestos em Hong Kong duram há já largos meses. A alegada ingerência da China no território é o principal ponto de contestação.