Mundo

Idoso que estava internado morre por desidratação, família acusa hospital

Filha da vítima diz que teve de ser ela a alimentar o pai muitas das vezes.

Morrer "sem dignidade"

Malcolm Pinches, de 80 anos, morreu no passado dia 1 de junho num hospital em Walsall, Inglaterra. O homem tinha sido internado depois de sofrer uma ataque cardíaco mas terá morrido por falta de comida de bebida.

A filha da vítima acusa o hospital de não ter alimentado o pai, avança o Daily Mail. Tina Noon diz que o pai "morreu sem dignidade".

A mulher chegou a dizer que ela própria teve de alimentar o pai, numa altura em que o colocaram numa sala sozinho.

"As enfermeiras não reconheceram a importância da hidratação"

Uma investigação à morte do paciente apurou que os registos de alimentação não foram preenchidos. Ou seja, não se sabe se Malcolm Pinches era ou não alimentado.

A investigação indica ainda que "as enfermeiras não reconheceram a importância da hidratação".

As autoridades de saúde britânicas pediram desculpa à família do idoso. "Lamento muito que tenha tido que alimentar o seu pai e encorajá-lo a beber por acreditar que as enfermeiras não estavam a ser cuidadosas e a cumprir o seu dever adequadamente", disse Richard Beeken, responsável pelo agrupamento de saúde de Walsall.