Mundo

Relatório garante que TAP não violou regras de segurança no voo que transportou Juan Guaidó

Relatório garante que TAP não violou regras de segurança no voo que transportou Juan Guaidó

Em causa estão as acusações feitas pelo governo de Nicolás Maduro.

Um relatório da Inspeção Geral da Administração Interna revela que a TAP e o Aeroporto de Lisboa não violaram as regras de segurança no voo que transportou o líder da oposição da Venezuela, Juan Guaidó.

A conclusão surge depois do governo de Nicolás Maduro ter decidido suspender os voos da TAP para a Venezuela durante três meses, o que, segundo TAP, terá um impacto de 10 milhões de euros.

Veja também:

  • Governo admite aumento de pressão sobre os hospitais

    Coronavírus

    No dia em que o balanço da Direção Geral de Saúde dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal, o Governo admite que aumentou a pressão sobre os hospitais. Esta segunda-feira, ficou ainda a saber-se que o País já tem um mapa de risco de infeção por coronavírus. Em Londres, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson está internado nos cuidados intensivos. Em Espanha, o número de óbitos desceu pelo quarto dia consecutivo. Já os Estados Unidos ultrapassaram as 10 mil mortes. O novo coronavírus matou, desde dezembro, 73.139 pessoas e infetou mais de 1,3 milhões em todo o mundo.

    SIC Notícias