Mundo

Homem que convivia há mais de 15 anos com serpentes morre em espetáculo

Caren Firouz

Após uma picada durante uma das suas apresentações, em Angola.

Um homem, habituado a conviver com serpentes venenosas há mais de 15 anos e promotor de espetáculos com as víboras, morreu após uma picada durante uma das suas apresentações, no município do Andulo, província angolana do Bié.

A informação foi hoje avançada por Carlos Vicente, médico do Hospital Municipal do Andulo, para onde estava a ser levado o homem, conhecido como "Rei das Montanhas", para assistência, tendo falecido a caminho da unidade sanitária.

Segundo testemunhas, citadas pela agência noticiosa angolana, Angop, o "Rei das Montanhas" encontrava-se em palco durante um espetáculo quando foi picado num dos braços, por uma cobra venenosa, denominada "eulu-linene".

Mesmo picado, o homem continuou com as suas habilidades, rejeitando assistência médica, mas horas depois o braço começou a inflamar, tendo pedido socorro.

Há mais de 15 anos que o "Rei das Montanhas" fazia a criação de cobras e realizava quatro espetáculos por semana com os animais em alguns bairros do Andulo, para o qual levava diferentes tipos de serpentes.

  • 140 mortos e 6.408 casos de Covid-19 em Portugal

    Coronavírus

    O último balanço da DGS refere a existência de 140 mortes e 6.408 infetados com o novo coronavírus em Portugal. Mais 21 óbitos e 446 casos em relação a ontem, o que representa um aumento de 7,5% no número de casos. Arrancou hoje um programa de testes à Covid-19 em todos os lares de idosos do país. A medida do Governo visa evitar novos focos de contágio. Siga aqui ao minuto as últimas informações sobre a pandemia.

    Direto

    SIC Notícias