Mundo

Cinco civis morrem após explosão de bomba na Turquia

Sertac Kayar

Autoridades atribuíram a autoria do ataque ao grupo armado do Partido dos Trabalhadores do Curdistão.

Cinco civis foram hoje mortos na explosão de uma bomba no sudeste da Turquia, de maioria curda, disseram as autoridades locais, que acusaram o grupo armado do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) do ataque.

A explosão ocorreu por volta das 4:30 (em Lisboa) durante "a passagem de um veículo que transportava civis", declararam responsáveis da província de Diyarbakir num comunicado, referindo-se a um "ataque com uma bomba caseira do PKK".

As forças de segurança turcas lançaram uma operação para encontrar os autores do atentado, acrescentou a nota.

O PKK, um grupo descrito como "terrorista" por Ancara e os seus aliados ocidentais, vem travando uma sangrenta guerra de guerrilha na Turquia desde 1984.

Os confrontos entre combatentes curdos e forças de segurança turcas já deixaram mais de 40.000 mortos. O PKK realiza regularmente ataques contra as forças de segurança no sudeste, colocando bombas na passagem de carros e outros veículos do exército ou da polícia.