Mundo

Oficiais norte-americanos “não têm visto” Kim Jong-un

KCNA KCNA

Mike Pompeo diz que os Estados Unidos estão atentos à situação.

O secretário de Estado dos Estados Unidos disse na quarta-feira que oficiais norte-americanos não têm visto Kim Jong-un recentemente, afirmando que estão atentos aos relatórios sobre o estado de saúde do líder norte-coreano.

Mike Pompeo expressou ainda preocupação de que um surto do novo coronavírus possa eclodir na Coreia do Norte ou que o país possa enfrentar um período de fome extremo.

“Não o temos visto. Não temos nenhuma informação para divulgar, estamos a acompanhar a situação de perto. Há um risco real de uma crise alimentar, falta de comida na Coreia do Norte. Estamos a acompanhar ambas as situações, até porque têm um grande impacto na nossa missão, que é desnuclearizar a Coreia do Norte”, cita a BBC.

Na segunda-feira, o Presidente dos Estados Unidos afirmou saber o que se passa com Kim Jong-un, mas que não podia falar sobre isso.

Quando começou a especulação?

Na semana passada, a CNN tinha noticiado, citando um responsável norte-americano, que os EUA tinham acesso a informações de que Kim Jong-un estaria "em estado grave", devido a complicações pós-operatórias.

As dúvidas sobre possíveis problemas de saúde surgiram após a ausência do líder norte-coreano na tradicional visita ao mausoléu de Pyongyang, onde permanece o corpo do seu avô Kim Il-sung, de acordo com as imagens divulgadas pelos média do país.

Entretanto, um conselheiro sul-coreano veio informar que o Kim Jong-un está "vivo e de boa saúde" e que estará hospedado desde 13 de abril em Wonsan, um resort à beira-mar no leste do país.

Esta segunda-feira, a televisão estatal da Coreia do Norte divulgou uma mensagem em nome do líder, onde agradece aos trabalhadores da estância turística à beira-mar.