Mundo

Militares canadianos desaparecidos ao largo da Grécia estão "presumivelmente mortos"

Todd Korol

Foram dados como desaparecidos após a queda de um helicóptero que participava numa operação da NATO.

O Departamento de Defesa do Canadá considerou esta sexta-feira "presumivelmente mortos" os cinco militares dados na quinta-feira como desaparecidos ao largo da Grécia, após a queda de um helicóptero que participava numa operação da NATO.

As buscas realizadas após o desastre permitiram recuperar o corpo de um militar de 23 anos, mas os cinco outros militares que se encontravam a bordo foram hoje dados oficialmente como desaparecidos e "presumivelmente mortos".

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, anunciou na quinta-feira que uma pessoa morreu e cinco estavam desaparecidas, na sequência da queda de um helicóptero que participava numa operação da NATO, no Mediterrâneo.

O helicóptero Cyclone estava destacado a bordo da fragata HMCS Fredericton e participava num exercício da NATO ao largo da Grécia, segundo as Forças Armadas do Canadá.

O aparelho desapareceu na quarta-feira, no Mar Jónico, entre Itália e a Grécia.Os helicópteros Cyclone da Canadian Royal Air Force têm uma tripulação de quatro pessoas, incluindo dois pilotos, e espaço para vários passageiros.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS