Mundo

Bradley e Cooper, as crias de urso libertadas na Grécia

Bradley e Cooper, as crias de urso libertadas na Grécia

Momento foi registado em vídeo.

Duas crias de urso órfãs com 16 meses de idade, chamadas Bradley e Cooper, foram libertadas no sábado de um santuário na Grécia depois de um ano a serem treinadas para sobreviverem no meio selvagem.

“É como ter uma criança e de repente dizeres-lhe ‘está na altura de saíres de casa e aprenderes por ti próprio’. Mas fá-lo com alegria porque sabes que a casa onde estavam não é o seu habitat natural e que têm de regressar à natureza porque é onde devem estar”, disse à Reuters o responsável pelo projeto Arcturos, Alexandros Karamalidis.

A cuidadora explica que os dois ursos foram treinados para encontrarem comida, fazerem um ninho para o inverno e outras necessidades básicas de sobrevivência que lhes teriam sido ensinadas pela mãe.

“É triste não terem a possibilidade de crescer com a mãe, porque isso é muito importante (…). Por outro lado, este programa oferece-lhes uma segunda oportunidade, porque de outra forma estariam condenados à morte”, explicou Melina Avgerinou.

Bradley e Cooper foram marcados e serão rastreados pela equipa, que vai verificar se apresentam comportamentos típicos de ursos selvagens. Se não se adaptarem ou caso se aproximem de áreas habitadas, serão recolhidos e regressam ao santuário, onde viverão para o resto das vidas.

Os órfãos foram resgatados pelo projeto Arcturos em 2019 numa vila no norte da Grécia, depois de terem sido fechados num curral de ovelhas por um popular e terem perdido o rasto à mãe.

Na Grécia há cerca de 450 ursos selvagens. O projeto Arcturos, fundado em 1992 com o objetivo de salvar ursos treinados para dançar, acolhe neste momento 14 que não se encontram aptos para viver no seu habitat natural. O espaço do santuário tem cerca de quatro hectares.