Mundo

Israel bombardeou posições do Hamas na Faixa de Gaza

Ahmed Zakot (REUTERS/ Arquivo)

Trata-se do primeiro incidente do género desde 27 de março, altura em que foram implementadas as restrições impostas para impedir a propagação da pandemia de Covid-19.

O Exército israelita bombardeou hoje posições militares do movimento islamista Hamas na Faixa de Gaza em retaliação pelo lançamento de um míssil que atingiu território de Israel.


"Um tanque do Exército atacou três postos militares do Hamas no norte da Faixa de Gaza", refere um comunicado do Ministério da Defesa de Israel acrescentando que o lançamento não ativou os alarmes antiaéreos tendo apenas enviado mensagens de texto por telemóvel aos cidadãos, tal como acontece quando os mísseis do Hamas atingem áreas não habitadas.


Fontes do Hamas, que governa de facto a Faixa de Gaza desde 2007, disseram à agência EFE que os objetivos atacados por Israel pertencem à organização mas negaram o ataque contra Israel.


Segundo o Hamas não se registam baixas durante a retaliação israelita.


Na terça-feira, o Hamas informou que não houve progresso nas negociações em curso sobre a troca de prisioneiros com Israel contrariando as informações israelitas que indicavam que o diálogo "está a avançar de forma rápida".

  • 14:18
  • 2:34