Mundo

Ataque suicida em funeral no Afeganistão faz "dezenas de mortos e feridos"

GHULAMULLAH HABIBI

Um hospital da capital do país também foi alvo de um ataque armado.

Dezenas de pessoas morreram ou ficaram feridas hoje num ataque suicida que teve como alvo um funeral no Leste do Afeganistão, disse uma fonte oficial da região.

"Um bombista suicida fez detonar os explosivos que transportava durante uma cerimónia fúnebre", disse um porta voz da província de Nangarhar, Attaullah Khogyani, acrescentando que "40 pessoas morreram ou ficaram feridas durante o ataque".

Trata-se das primeiras informações sobre o atentado, desconhecendo-se ainda o número exato de vítimas.

Já hoje, um hospital de Cabul foi alvo de um ataque armado que fez pelo menos quatro feridos.

Este ataque ainda não foi reivindicado, sendo que talibãs e membros do grupo radical Estado Islâmico estão ativos em Cabul e costumam ter como alvo objetivos militares e da administração pública.

O grupo Estado Islâmico reivindicou a autoria de um ataque na segunda-feira, também em Cabul, que fez quatro feridos, incluindo uma criança de 12 anos, com engenhos explosivos de fabrico artesanal.

Na segunda-feira, os Serviços de Informações do Afeganistão anunciaram que as autoridades prenderam Zial-ul Haq, líder do Estado Islâmico para a região de Cabul.