Mundo

Avião com mais de 100 pessoas cai em zona residencial no Paquistão

Akhtar Soomro

Pelo menos dois passageiros sobreviveram ao acidente.

Um avião de passageiros da Pakistan International Airlines, que partiu de Lahore com destino a Carachi, despenhou-se numa área residencial perto do aeroporto de Carachi, o maior terminal aéreo do Paquistão.

SHAHZAIB AKBER

O Airbus A320 caiu quando se aproximou de Carachi para a aterragem e, de acordo com as autoridades, há muitas mortes a lamentar. Pelo menos dois passageiros sobreviveram ao acidente, segundo as autoridades paquistanesas.

Várias testemunhas no local, citadas pelas agências internacionais, revelaram que o aparelho terá tentado aterrar duas ou três vezes antes de se despenhar.

Akhtar Soomro

O porta-voz da Pakistan International Airlines disse à agência Reuters que a bordo seguiam 107 pessoas: 99 passageiros e oito tripulantes.

As imagens transmitidas pela televisão pública do país mostram o cenário de devastação causado pelo acidente:

O piloto do Airbus A320 disse que estava com problemas técnicos, citado pela CNN.

"Ele foi informado de que ambas as pistas de aterragem estavam disponíveis. Estamos a analisar a questão técnica".

Um protocolo de resposta a emergências foi ativado e as autoridades de aviação civil do Paquistão permitiram que as viagens aéreas limitadas fossem retomadas no sábado, após uma suspensão de dois meses devido à propagação do novo coronavírus.

O Paquistão iniciou, no dia 9 de maio, a reabertura gradual do bloqueio nacional devido à Covid-19.

O pior acidente de viação nos últimos anos no Paquistão ocorreu em 2010. Um Airbus 321 do da empresa privada Airblue, voando de Carachi para Islamabad, caiu nas colinas pouco antes de aterrar na capital, matando as 152 pessoas a bordo.