Mundo

Autor do assassinato de Olof Palme foi identificado ao fim de três décadas

Justiça sueca dá o caso por encerrado.

Trinta e quatro anos depois, o Ministério Público da Suécia encerrou a investigação à morte do antigo primeiro-ministro Olof Palme, que terá sido morto por um designer gráfico, que não vai ser acusado, porque entretanto morreu.

Olof Palme morreu numa rua de Estocolmo em 28 de fevereiro de 1986, ao voltar a casa com a mulher quando foi abatido a tiro, depois de ter dispensado o guarda-costas para ir ao cinema.