Mundo

Tribunal europeu condena França por violar liberdade de expressão de ativistas pró-Palestina

Vincent Kessler

Ativistas foram condenados por apelarem ao boicote de produtos importados de Israel.

O Tribunal Europeu dos Direitos do Homem condenou a França por violar a liberdade de expressão de ativistas pró-Palestina, que foram condenados por apelarem ao boicote de produtos importados de Israel.

"O Tribunal considera que as ações e comentários alegados pelos recorrentes eram de expressão política e militante e de preocupação com um assunto de interesse geral" e considera que a sua condenação em 2013 pelo Tribunal de Apelação de Colmar "não foi baseada em fundamentos relevantes e suficientes", argumenta a organização.