Mundo

Desemprego em Espanha continua a subir

Susana Vera

O número de pessoas sem trabalho que o país regista não era alcançado desde maio de 2016.

O número de desempregados inscritos nos serviços públicos de emprego em Espanha voltou a aumentar em 5.107 pessoas em junho, uma desaceleração em relação a maio, atingindo um total de 3.862.883 espanhóis.

De acordo com os dados revelados hoje pelo Ministério do Trabalho espanhol, este número de pessoas sem trabalho não era alcançado desde maio de 2016, e desde a crise de 2008 que o desemprego não aumentava num mês de junho, antes das férias de verão.

O aumento do número de pessoas sem emprego durante os meses mais difíceis da crise provocada pela pandemia de covid-19 foi de 302.265 em março, de 282.891 em abril e de 26.573 em maio.

Por outro lado, o número de pessoas inscritas na Segurança Social no último dia de junho foi de 18.484.270, o que significa uma diminuição de 99.906 durante esse mês.

O número médio de inscritos, que costuma ser utilizado para medir a evolução do mercado, foi de 18.624.337 em junho, o que representa um aumento de 68.208, o segundo aumento consecutivo depois da queda provocada pela pandemia de covid-19 em março e abril.