Mundo

Posições norte-americanas alvo de ataque com mísseis no Iraque

Base militar norte-americana em Kirkuk, Iraque, março de 2020

Ako Rasheed

Há pelo menos uma criança ferida.

As posições norte-americanas no Iraque voltaram a ser alvo de um ataque com mísseis, uma semana depois da libertação de uma dúzia de combatentes pró-Irão que deveria contribuir para travar as hostilidades, indicou hoje uma fonte militar.

"Um míssil 'Katyoucha' foi disparado na direção da Zona Verde" de Bagdade, onde se encontra a embaixada dos Estados Unidos, avançaram as forças armadas em comunicado, acrescentando que o míssil "caiu sobre uma casa e feriu uma criança".

O mesmo texto adianta que "forças iraquianas localizaram mísseis e rampas de lançamento posicionadas para um ataque contra a base militar de Taji", que alberga soldados norte-americanos a norte da capital iraquiana.

O ataque com o míssil ocorreu num dia em que soaram em Bagdade várias explosões, em intervalos regulares, que de acordo com declarações de um responsável policial iraquiano à agência France-Presse se tratava de um teste ao sistema de defesa antiaérea contra mísseis por parte das tropas americanas que protegem a embaixada.

Os novos ataques são um desafio ao governo de Mustafa al-Kazimim, que se encontra no poder há dois meses e já enfrenta movimentos anti Washington no Iraque.

Durante a noite de 25 para 26 de junho, unidades de elite antiterrorismo prenderam 14 membros das brigadas do Hezbollah, a fação pró-Irão mais radical no Iraque, na posse de várias rampas de lançamento de mísseis.

  • 17:19