Mundo

Polícia da Macedónia do Norte interceta camião com 211 migrantes junto à fronteira com a Grécia

Alexandros Avramidis

Maioria dos migrantes vinham do Bangladesh e Paquistão.

A polícia fronteiriça da Macedónia do Norte intercetou um camião junto à fronteira com a Grécia que transportava 211 migrantes escondidos, informou esta terça-feira o ministério do Interior.

A maioria dos migrantes, incluindo 63 menores, provinham do Bangladesh (144) e Paquistão (67). O camião, com matrículas macedónias falsas, foi intercetado pela polícia cerca da meia-noite perto da povoação de Bogorodica, a apenas algumas centenas de metros da fronteira com a Grécia.

"O condutor, de 27 anos, foi detido enquanto os migrantes foram transferidos para o centro de refugiados de Jug", informou o ministério.

Macedónia do Norte em estado de emergência

O Governo da Macedónia do Norte decretou na passada quinta-feira o estado de emergência nas zonas fronteiriças do sul e norte do país face ao aumento dos migrantes que procuram cruzar a fronteira a partir da Grécia.

O estado de emergência em parte do território deverá prolongar-se pelo menos durante um mês, assinalou o Governo em comunicado.

Após um período de escasso movimento, este pequeno país dos Balcãs registou desde o inverno passado um novo fluxo migratório que foi detido com o surgimento da pandemia do coronavírus. Nas últimas semanas voltaram a intensificar-se as tentativas de atravessar o país em direção ao norte da Europa.

A principal via da designada Rota dos Balcãs

Em 10 de junho, a polícia intercetou um camião com 142 migrantes ilegais em "Bogorodica", o principal posto fronteiriço com a Grécia. No decurso da crise migratória de 2015, a Macedónia do Norte foi a principal via da designada Rota dos Balcãs.

Cerca de um milhão de refugiados e migrantes entraram na Grécia e transitaram pelo país em direção à Sérvia e Hungria, para prosseguirem em direção ao norte da Europa.

A Rota dos Balcãs foi oficialmente encerrada em 2018, mas têm permanecido as tentativas em utilizar este percurso mais direto na direção dos países da União Europeia.