Mundo

Governador russo detido por suspeita de envolvimento numa série de homicídios

Sergei Furgal detido a 9 de julho de 2020

AP

É acusado de "organizar a tentativa de homicídio e o assassínio de vários empresários" da região entre 2004 e 2005.

Um governador provincial no extremo oriente russo foi hoje detido por suspeitas de envolvimento numa série de homicídios e outros delitos graves, anunciou o comité de investigação do país.

Sergei Furgal, governador da região de Khabarovsk, junto à fronteira com a China, foi detido na região e levado para Moscovo.

Segundo o comité de investigação, a mais alta agência de investigação criminal russa, Furgal é acusado de "organizar a tentativa de homicídio e o assassínio de vários empresários" locais entre 2004 e 2005.

As estações de televisão russas transmitiram imagens da detenção de Furgal, em que os agentes retiram o governador, de 50 anos, do seu carro, revistam-no e levam-no.

Quatro alegados cúmplices de Furgal também foram detidos no âmbito do mesmo caso de crime organizado.

Furgal foi eleito para o cargo de governador de Khabarovsk nas eleições de 2018, nas quais se impôs ao candidato do partido Rússia Unida, do Presidente Vladimir Putin.

Antes disso exerceu, durante 11 anos, o cargo de deputado no parlamento pelo Partido Liberal Democrata da Rússia (LDPR).