Mundo

Da Escócia à Grécia de bicicleta. A "ideia mais maluca" em tempo de pandemia

Kleon Papadimitriou, estudande grego de 20 anos que partiu para a aventura de pedalar 4.100km durante a pandemia, para chegar a casa.

Impedido de se juntar à sua família, um estudante de 20 anos partiu para uma aventura de 4.100 quilómetros.

"O confinamento faz-te pensar fora da caixa e eu acabei de ter a ideia mais maluca! O que estás a fazer no confinamento?"

Foi desta forma que Kleon Papadimitriou, um estudante grego, de 20 anos, a estudar em Aberdeen, cidade escocesa, deu a conhecer o seu "desafio do confinamento".

Uma viagem de 4.100 quilómetros entre Aberdeen e a capital grega, Atenas, de bicicleta.

O impacto e a propagação da pandemia da Covid-19 pelo continente Europeu, sendo o Reino Unido uma das regiões mais afetadas, o que obrigou ao encerramento de fronteiras e ao cancelamento de milhares de voos, impediu Kleon de passar o período de confinamento junto da sua família.

Cancelados três voos em março

Depois de ver três dos seus voos cancelados, reservados nos últimos dias do mês de março, por não querer perder aulas na Universidade de Aberdeen, o estudante grego sabia que tinha de tomar uma decisão, e partiu para a aventura.

Em entrevista à CNN, conta que a única experiência que tinha em bicicleta era de uma prova onde concorreu em 2019, e semanas de treinos que realizou durante algumas semanas. Mas mesmo assim, não hesitou.

O início da jornada

Começou por fazer pesquisas, relativamente a percursos que podiam ser feitos de bicicleta, contou aos seus amigos, e contou aos seus pais, que pensaram que a sua ideia, não passava disso mesmo, "de uma ideia que eventualmente" lhe passaria. O que acabou por não acontecer.

Instagram

No domingo de 10 de maio, Kleon Papadimitriou, iniciou a viagem de duas rodas. A sua bagagem era composta por sardinhas em lata, manteiga de amendoim, um saco de cama, uma tenda e equipamento para a manutenção da veículo.

Atravessou Reino Unido, Holanda, Alemanha, Áustria e Itália, até chegar à Grécia

Pedalou entre 56 a 120 quilómetro por dia. Atravessou o Reino Unido, passou pela Holanda, Alemanha e Austria, e percorreu a costa este italiana.

Uma jornada de 48 dias, que terminou com a travessia do Mar Adriático de barco, e uma última pedalada, de 200 quilómetros, desde o Porto de Patras, já na Grécia, até sua casa em Atenas.

Instagram

Durante a viagem, dormiu a maior parte das noites na tenda, mas também foi acolhido por amigos e desconhecidos, que conheceram o seu desafio através das redes sociais. Passou por algumas adversidades, desde chuva e neve, a três furos nos pneus, todos no mesmo dia.

Tudo isto fez com que a sua chegada a casa, a 27 de junho, tivesse sido "muito emocionante", conta.

Instagram

Kleon admite que ainda não tem noção do que conseguiu alcançar, mas reconhece que este precurso fê-lo crescer pessoalmente e espera inspirar outras pessoas a saírem "da sua zona de conforto".