Mundo

Recuperadas caixas negras do avião que se despenhou na Índia

C.K.Thanseer

Avião derrapou, ultrapassou a pista e partiu-se.

Foram recuperadas este sábado as caixas negras do avião que se despenhou ao aterrar num aeroporto internacional do estado de Kerala, na Índia.

O acidente provocou 18 vítimas mortais, incluindo o piloto, que tentou duas vezes a aterragem, dificultada pela chuva intensa.

Avião partiu-se em dois

Desconhecem-se ainda as causas do acidente, mas uma cadeia de televisão local aponta para um problema no trem de aterragem. Outra das possibilidades levantadas é a chuva forte que se fazia sentir na altura.

A pista cumpre os requisitos de segurança das Nações Unidas para a aviação civil internacional, mas a “zona tampão” do aeroporto, que termina numa vala, tem 150 metros a menos que o recomendado.

A bordo do avião seguiam 190 pessoas, entre as quais 10 crianças e seis tripulantes. A aeronave tinha sido fretada pelo Governo para fazer regressar ao país cidadãos indianos retidos pela pandemia nos Emirados Árabes Unidos.

EM 2019, UM AVIÃO DA MESMA COMPANHIA AÉREA TEVE PROBLEMAS NO MESMO AEROPORTO

Uma tragédia semelhante à de hoje foi evitada por pouco, no mesmo aeroporto, há um ano, quando um voo da Air India Express sofreu um golpe na cauda, também ao aterrar, não tendo nenhum dos 180 passageiros sofrido qualquer ferimento, nessa altura.

A pista de aterragem, com 2.850 metros, fica no topo de uma colina plana com desfiladeiros profundos de cada lado terminando numa encosta de 34 metros.

SUL DA ÍNDIA AFETADO POR FORTES CHUVAS

O sul da Índia, em particular o estado de Querala, tem sido assolado com fortes chuvas nos últimos dias, tendo esta sexta-feira morrido 15 pessoas num deslizamento de terras no distrito montanhoso de Idukki.