Mundo

Trump agradece aos serviços secretos após tiroteio na Casa Branca

O Presidente dos Estados Unidos foi retirado da sala de conferências por um elemento dos serviços secretos.

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi esta segunda-feira retirado da sala de conferências por um elemento dos serviços secretos.

Ao regressar, disse que os agentes do Serviço Secreto dispararam sobre uma pessoa "no exterior da Casa Branca", a qual, acrescentou, "estava armada".
Trump afirmou que "houve um tiroteio e alguém foi levado para o hospital".

Adiantou que os disparos foram feitos por agentes e que acreditava que a pessoa baleada estava armada: "Foi o suspeito que foi baleado".

O Presidente norte-americano disse ainda que foi escoltado para a Sala Oval por um agente do Serviço Secreto, elogiando de passagem o pessoal desta agência por o manter seguro.