Mundo

A noite de confrontos entre polícia e manifestantes no Líbano

O alvo dos protestos é a situação socioeconómica no país.

Apesar da demissão do governo libanês, muitos manifestantes continuaram em protestos nas ruas e envolveram-se em confrontos com a polícia.

A demissão do Governo está relacionada com as explosões no passado dia 4, no porto de Beirute, que provocaram pelo menos 158 mortos e cerca de 6.000 feridos, e ainda na sequência das acusações de corrupção que levaram a uma crise económica sem precedentes e também à má gestão da pandemia de Covid-19.

Indignados com a situação socioeconómica no país, lançaram fogo de artifício contra as autoridades e, para além disso, bloquearam as ruas e incendiaram objetos.

Como resposta, a polícia dispersou-os com gás lacrimogéneo.

Veja também: