Mundo

Milhares de pessoas estão a fugir dos incêndios na Califórnia

NEAL WATERS

"Estamos atualmente a combater 367 fogos".

Centenas de incêndios estão a ser hoje combatidos por bombeiros em toda a Califórnia, nos Estados Unidos, onde uma histórica onda de calor forçou milhares de pessoas a fugir das suas casas.

As chamas destruíram mais de 20.000 hectares na região nos últimos dias, de acordo com as autoridades, queimando vegetação, carros e casas.

"Estamos atualmente a combater 367 fogos", escreveu na rede social Twitter o governador da Califórnia, Gavin Newsom, que declarou o estado de emergência para facilitar o acesso a fundos.

Segundo o governador, o estado está a viver recordes mundiais de calor.

Milhares de pessoas tiveram de ser deslocadas do norte e sul de São Francisco, onde dois dos maiores incêndios estão a lavrar.

As chamas que se propagaram pelas estradas e a explosão das condutas de gás em várias habitações obrigaram os residentes do município de Vacaville a fugir, alguns em pijama. Várias pessoas sofreram queimaduras.

"Quase todas as nossas unidades de resposta estão mobilizadas para evacuar, proteger os residentes e combater os incêndios", escreveu no Twitter a polícia da cidade com mais de cem mil habitantes, perto de Sacramento.

Gavin Newsom, anunciou o estado de emergência na terça-feira, para "assegurar a disponibilidade de recursos vitais para combater" os incêndios, "exacerbados pelos efeitos da histórica onda de calor da costa ocidental e dos ventos contínuos".

O estado da Califórnia tem vindo deparar-se com uma onda de calor sem precedentes na última semana, com o Vale da Morte a registar um recorde de 54,4°C no domingo, que, se certificado, poderá tornar-se na terceira temperatura mais quente jamais registada na Terra.

De acordo com o 'site' Poweroutage.us, quase 30.000 casas californianas estão também sem eletricidade, com muitas instalações elétricas a sofrer de sobreaquecimento.

  • 15:42