Mundo

Inundações no Afeganistão. Sobe para 190 número de mortos

Inundações no Afeganistão já fizeram 190 mortos

Rahmat Gul

As inundações também destruíram cerca de 1.000 casas no país.

O número de mortos nas inundações que atingiram 15 províncias no Afeganistão na semana passada subiu para 190 e outras 12 pessoas continuam desaparecidas, informaram esta terça-feira as autoridades afegãs.

As inundações também destruíram cerca de 1.000 casas no país.

"Infelizmente, 190 pessoas morreram nas enchentes da semana passada" em 13 províncias do país, disse hoje o vice-ministro para a Gestão de Desastres Naturais, Ghulam Bahauddin Jilani, numa conferência de imprensa.

As chuvas, que começaram na quarta-feira passada e afetaram 15 das 34 províncias do Afeganistão, "destruíram completamente" mais de 1.000 casas, enquanto outras 3.000 ficaram parcialmente danificadas, segundo o vice-ministro.

Nos últimos sete dias, as autoridades informaram o aumento significativo de vítimas, à medida que o trabalho de resgate avança no terreno.

Mesmo assim, o vice-ministro indicou que com a progressão do trabalho de resgate, "o número de vítimas e de lares afetados pode mudar nos próximos dias".

Órgãos governamentais em cooperação com outras organizações humanitárias continuam a prestar assistência às pessoas afetadas pelas chuvas.

A província de Parwan, no norte do Afeganistão, foi a mais atingida e "as operações de busca e resgate ainda continuam", disse o ministro.

O Afeganistão frequentemente sofre desastres naturais que causam grande perda de vidas, como os deslizamentos de terra que mataram 2.000 pessoas em maio de 2014 no nordeste do país, uma situação agravada por quase duas décadas de guerra.