Mundo

Evacuação em massa no Japão com aproximação de tufão Haishen

Autoridades pedem a retirada de quase seis milhões de pessoas.

O tufão Haishen aproxima-se do Japão e da Coreia do Sul, devendo chegar a Nagasaki por volta da meia-noite. São esperadas rajas superiores a 250 km/h, chuvas torrenciais e ondulação forte.

A agência meteorológica diz que o tufão tem perdido força, mas que pode ainda ser o pior a atingir o arquipélago japonês em décadas.

Por precaução, quase seis milhões de pessoas foram aconselhadas a sair de casa e a ir para abrigos, em locais como escolas e centros comunitários e mais de 1,5 milhões de pessoas foram mesmo obrigadas a sair das cidades de Okinawa, Nagasaki, Kagoshima, Miyazaki e Kumamoto.

Com o alerta dado pelas autoridades, alguns cidadãos já optaram por instalar-se em hotéis, levando à ocupação integral de muitos estabelecimentos da região.

Mais de 500 voos foram cancelados e viagens de comboio foram suspensas.

Na segunda-feira, o tufão deverá chegar à Coreia do Sul, dias depois de outro tufão, o Maysak, ter feito estragos na península coreana. Foi uma das tempestades mais fortes a atingir a região nos últimos anos. Uma pessoa morreu e 2.400 ficaram desalojadas.