Mundo

Dez mortos no atentado que feriu vice-presidente do Afeganistão

JAWAD JALALI

Várias pessoas ficaram feridas no atentado bombista.

Dez pessoas morreram e várias ficaram feridas no atentado bombista de hoje no Afeganistão contra a caravana de veículos em que seguia o vice-presidente Amrullah Saleh, disse o Ministério do Interior afegão.

O vice-presidente Amrullah Saleh sofreu ferimentos ligeiros.

Segundo o Ministério do Interior, a bomba que deflagrou à passagem dos veículos estava instalada junto a uma zona de venda de botijas de gás em Cabul tendo provocado um incêndio na zona.

Alguns dos feridos são guarda-costas pessoais de Amrullah Saleh.

Anteriormente, as autoridades indicaram que pelo menos dois civis morreram no ataque que ainda não foi reivindicado.

Saleh, antigo responsável pelos serviços de informações do Afeganistão, disse na televisão que se encontrava bem de saúde e que sofreu apenas queimaduras ligeiras nas mãos.

O porta-voz do vice-presidente afirmou que se tratou de um "deplorável atentado terrorista".

Toda a zona foi isolada e o trânsito automóvel condicionado.

Entretanto, o porta-voz dos talibãs negou o envolvimento dos insurgentes no ataque.

O atentado ocorre enquanto se aguardam as negociações de paz em Doha no Qatar promovidas pelos Estados Unidos.