Mundo

Vice-presidente do Afeganistão alvo de atentado

JAWAD JALALI

O ataque fez para já dois mortos e 12 feridos.

O vice-presidente afegão, Amrullah Saleh, foi alvo de um atentado esta manhã no centro de Cabul, informaram funcionários do governo.

"Os inimigos do Afeganistão fizeram nova tentativa de atingir o primeiro vice-presidente Amrullah Saleh esta manhã", disse à agência de notícias France-Presse (AFP) o chefe do gabinete de imprensa de Saleh, Razwan Murad, acrescentando que "o ataque terrorista falhou e [o vice-presidente] está são e salvo".

Segundo um assessor do vice-presidente, citado pela AFP, mas que pediu para não ser identificado, um bombista suicida fez-se explodir perto da escolta de Saleh, quando este se dirigia para o gabinete.

O ataque fez para já dois mortos e 12 feridos, informou o porta-voz do Ministério do Interior, Tareq Arian.

Um comerciante contou à AFP que as janelas do seu estabelecimento comercial se partiram com a explosão. "Uma loja que vende botijas de gás também se incendiou", acrescentou.

Conhecido pelas suas posições contra o movimento extremista islâmico Talibã, Saleh já tinha escapado a uma tentativa de homicídio no verão passado, durante a campanha presidencial, quando um bombista suicida e homens armados atacaram o seu gabinete. O atentado fez então pelo menos 20 mortos, a maioria civis, e 50 feridos.

O ataque de hoje acontece numa altura em que a equipa de negociação afegã e os talibãs vão iniciar conversações de paz sem precedentes.

  • O cartão amarelo que não se percebe 

    Opinião

    Despir a camisola aquando da celebração de um golo é proibido pelas leis de jogo. Penso que toda a gente sabe disso. Aliás, basta apenas que um qualquer jogador cubra a cabeça usando essa peça de equipamento para ser sancionado.

    Duarte Gomes