Mundo

Beirute. Comissão Europeia disponibiliza material médico após novo incêndio

Reuters Staff

Incêndio deflagrou no porto de Beirute um mês após explosões que destruíram parte da cidade.

O comissário europeu da Gestão de Crises, Janez Lenarcic, vai viajar este fim de semana para a capital do Líbano, Beirute, para entregar material médico essencial, após um incêndio ter esta quinta-feira eclodido, um mês após a tragédia.

"O comissário europeu Janez Lenarcic vai viajar este fim de semana para Beirute a bordo de um voo da União Europeia para entregar material médico essencial", anunciou a presidente do executivo comunitário, Ursula von der Leyen, numa publicação feita na rede social Twitter.

Na mensagem, a responsável afirma estar "triste por ver novamente o porto de Beirute a arder".

"Os meus pensamentos estão com o povo libanês, que já sofreu uma explosão devastadora no mês passado", adianta Ursula von der Leyen.

Um grande incêndio eclodiu esta quinta-feira no porto de Beirute, causando pânico entre os residentes, um mês depois de duas fortes explosões que destruíram parte da cidade, informaram fontes militares.

As autoridades não conseguiram ainda identificar a causa do incêndio no edifício que já tinha sido dizimado nas explosões de 4 de agosto, quando quase 3.000 toneladas de nitrato de amónio foram detonadas.

A agência estatal de notícias do Líbano diz que o incêndio ocorreu num depósito de pneus, o que explica o fumo intenso.

Mohamed Azakir

Várias corporações de bombeiros estão neste momento a tentar controlar o incêndio.

O cenário de um outro grande incêndio provocou o pânico entre a população ainda traumatizada pelas explosões do mês passado. As explosões de agosto mataram mais de 190 pessoas, ferindo cerca de 6.500 e danificando milhares de edifícios na capital libanesa.

  • 15:42