Mundo

Trinta e cinco mortos nos incêndios dos Estados Unidos

Ricardo Tenreiro

Ricardo Tenreiro

Editor de Imagem

Chamas incontroláveis na costa oeste.

Já arderam quase dois milhões de hectares, desde o ínicio de agosto em Washington, Oregon e na Califórnia. É mais do que um quinto da área de Portugal.

O vento forte e a baixa humidade continuam a dificultar o trabalho dos bombeiros. O estado de Oregon é o mais atingido. Estando ainda por dominar 30 incêndios.

Por causa do fumo, cidades como São Francisco, Portland e Seattle chegaram este fim de semana aos piores níveis mundiais de qualidade do ar.

Especialistas relacionam os incêndios florestais ao aquecimento global. O tema passou para a agenda da campanha das Presidenciais.

O candidato democrata Joe Biden fala numa ameaça existencial e inegável. Já Donald Trump, com uma administração marcada pelo ceticismo em relação às alterações climáticas, vai esta segunda-feira à Califórnia avaliar os incêndios.

Veja também:

  • 3:09