Mundo

Morte de pássaros em massa nos EUA preocupa especialistas 

Allison Salas Twitter

Mortes podem estar relacionadas com o aquecimento global.

Especialistas estão preocupados com a morte sem explicação de milhares de pássaros na costa sudoeste dos Estados Unidos da América. Descrevem a situação como "tragédia nacional" e dizem que as mortes podem estar relacionadas com o aquecimento global.

Entre as espécies, estão andorinhas e tiranídeos, uma família de aves passeriformes. As aves terão caído em massa a meio do voo e acabado por morrer. A primeira ocorrência aconteceu no Novo México e, desde então, centenas de pássaros foram também encontrados no Colorado, Texas, Arizona e ainda no Nebrasca.

Em entrevista ao The Guardian, uma professora do Departamento de Biologia da Universidade Estadual do Novo México (NMSU) confessa que podem já haver "centenas de milhares" pássaros mortos. Martha Desmond explica que as carcaças encontradas têm poucos vestígios de gordura ou massa muscular, e a forma como estão posicionadas dão a crer que os pássaros caíram de bico a meio do voo.

"Numa caminha de três quilómetros ao pé da minha casa, recolhi mais de uma dúzia", confessa a professora norte-americana, dizendo ainda que esta é "uma tragédia nacional".

O percurso das aves migratórias

As aves migratórias voam para sul desde o Alasca e o Canadá, tendo que passar pelo Sudoeste norte-americano para conseguirem chegar à América Central e do Sul. Durante a migração, é crucial que aterrem em locais onde possam encontrar comida.

Os incêndios na costa oeste dos Estados Unidos da América podem ter obrigado os pássaros a mudar a sua rota, das áreas ricas em recursos naturais para o interior, como o deserto de Chihuahuan, onde a comida e a água são escassas. No caso disto ter acontecido, as aves poderão ter morrido à fome.

"Eles são literalmente penas e ossos", escreve Allison Salas, uma estudante da NMSU, nas redes sociais, onde adianta que recolheu algumas das carcaças para analisar. "Quase como se estivessem a voar até não conseguirem mais."

As possíveis causas da morte

A seca na região sudoeste dos Estados Unidos, os incêndios na costa oeste ou a queda abrupta das temperaturas este mês no Colorado, onde chegou a nevar, são algumas das hipóteses que os especialistas dão para a causa da morte das aves. Estes eventos, que se acredita serem causados pelo aquecimento global, podem ter piorado as condições para os pássaros migrarem.

"O facto de estarmos a encontrar centenas de pássaros a morrer por caírem do céu é extremamente alarmante. Fiquei arrepiada com a quantidade de carcaças que encontrámos", diz Allison Salas.

As primeiras mortes foram registadas a 20 de agosto no Novo México. Desde então, os especialistas começaram a reparar que esta situação tem ocorrido por toda a região do Sudoeste norte-americano.