Mundo

Vinte e dois mortos em queda de avião militar na Ucrânia

A bordo da aeronave seguiam 28 pessoas.

A queda de um avião militar na Ucrânia provocou a morte a 22 pessoas, mais duas do que o balanço inicialmente avançado pelo Ministério do Interior ucraniano, e feriu gravemente outras duas, havendo também duas pessoas por localizar.

Inicialmente, o balanço oficial apontava para 20 mortos e dois feridos graves, num total de 24 passageiros, estando dois por localizar.

Os novos números indicam que o Antonov-26 que se despenhou e incendiou na aterragem, levava a bordo 28 pessoas, sete tripulantes e 21 passageiros, entre os quais alunos de aviação de uma escola militar.

"Vinte e duas pessoas morreram", disse à AFP o vice-ministro do Interior, Anton Guerachtchenko, acrescentando que "as buscas por duas outras pessoas continuam" e que há dois feridos graves.

"É um choque. Até ao momento não foi possível estabelecer as causas" do acidente, acrescentou o governante.

O avião militar Antonov-26 despenhou-se na aterragem perto de Kharkiv, região este da Ucrânia, pelas 20:50 locais (18:50 em Lisboa), a dois quilómetros do aeroporto militar de Tchougouïv, de acordo com o departamento do Estado para as Situações de Emergência.

O avião incendiou-se após a queda e o incêndio foi extinto uma hora mais tarde.

A pequena cidade de Tchougouïv fica a cerca de 30 quilómetros a sudeste de Kharkiv e a uma centena de quilómetros a oeste da linha que separa os territórios controlados pelo Governo ucraniano daqueles que estão sob controlo dos separatistas pró-russos.

O Antonov An-26 é de uso civil e militar

O Antonov An-26 é de uso civil e militar

Valentyn Ogirenko