Mundo

A primeira operação subaquática para neutralizar uma bomba Tallboy da II Guerra

Foto de arquivo de uma bomba Tallboy.

Cerca de 750 residentes num perímetro de 2,5 quilómetros estão a ser retirados.

Centenas de pessoas da zona do porto polaco de Szeczcin foram retiradas dos locais onde residem enquanto decorrem os trabalhos de neutralização de uma bomba de cinco toneladas lançada durante a Segunda Guerra Mundial.

A bomba Tallboy, de 5,4 toneladas, foi encontrada ativa em setembro de 2019 durante obras num canal na zona sul da estância turística de Swinoujscie, perto do porto de Szczecin, que foram dois importantes pontos da Marinha de Guerra nazi durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) no Mar Báltico.

A operação de neutralização da bomba deve prolongar-se previsivelmente durante os próximos cinco dias sendo que os especialistas vão trabalhar submergidos e tentar controlar os componentes explosivos da Tallboy.

A primeira operação subaquática para neutralizar uma bomba deste tipo

Trata-se da primeira operação subaquática para neutralizar uma bomba deste tipo visto que outras bombas Tallboy foram desativadas em terra na Alemanha, Noruega e França.

Devido ao elevado risco da operação, cerca de 750 residentes num perímetro de 2,5 quilómetros do local onde se encontra a bomba estão a ser retirados assim como foram suspensas as viagens do ferry que faz o transporte de passageiros na área do norte da Polónia.

A bomba Tallboy foi inventada pelo engenheiro aeronáutico britânico Barnes Wallis e era usado pelos bombardeiros da Royal Air Force (RAF) para destruir instalações militares nazis de grande envergadura através de grandes choques subterrâneos ou subaquáticos.

A bomba que foi detetada no canal de Swinoujscie foi provavelmente lançada em abril de 1945, praticamente no final do conflito, na Europa, durante a batalha de Luetzow.

Até ao momento os especialistas britânicos não conseguiram explicar por que motivo a bomba que foi recentemente detetada não explodiu após o impacto.