Mundo

Bombaim às escuras durante horas

Niharika Kulkarni

O apagão atingiu todos os tipos de edifícios, incluindo hospitais.

Bonbaim, a capital financeira da Índia, que abriga mais de 18 milhões de pessoas, registou esta segunda-feira um enorme corte elétrico que afetou a metrópole e os seus subúrbios, com impacto especial nos serviços de comboios.

O apagão generalizado, que também afetou as áreas vizinhas da capital do estado de Maharashtra, ocorreu por volta das 10:00 (05:30 em Lisboa) e durou mais de duas horas, tendo sido então parcialmente restaurado.

Os serviços ferroviários locais de Bonbaim foram dos mais afetados, com a suspensão de vários comboios nas linhas central e oeste e milhares de passageiros presos nas estações durante a hora de ponta.

Fornecimento de energia para comboios recuperado três horas depois

Cerca de três horas após o apagão, o fornecimento de energia para o transporte foi restaurado, informou o ministro da Energia do Estado, Nitin Raut.

Raut também comunicou a intenção das autoridades estaduais de investigar em profundidade as causas da queda de energia assim que o serviço for restaurado.

O apagão atingiu todos os tipos de edifícios, incluindo hospitais, e as autoridades de Bonbaim insistiram, nas redes sociais, na "vigilância pessoal e próxima em todos os hospitais privados e públicos, para garantir que os seus serviços continuem sem problemas".

O gabinete do chefe do governo estadual, Uddhav Balasaheb Thackeray, comunicou as instruções dadas aos centros médicos para manter o fornecimento de energia ininterrupto para pacientes com ventiladores ou internados em cuidados intensivos.

O estado de Maharashtra é o mais afetado na Índia pela pandemia de covid-19 e acumulou 1.487.877 das 7,1 milhões de infeções no país, além de 40.349 mortes de 109.150.

Perante o corte de energia, milhares de cidadãos da capital financeira e sede da indústria cinematográfica de Bollywood recorreram às redes sociais para compartilhar as suas experiências.