Mundo

Homem mata 12 pessoas em disputa familiar no Iémen

(Arquivo)

Hani Mohammed

Entre os mortos estão a mulher e os três filhos.

Um iemenita matou pelo menos 12 pessoas, incluindo a sua mulher e três filhos, numa disputa familiar na cidade de Bayda, no centro do Iémen, disseram esta terça-feira responsáveis da segurança.

O homem estava a tentar resolver um desentendimento com a sua mulher que estava há três semanas na casa da sua família após o nascimento do terceiro filho do casal, segundo as mesmas fontes que não quiseram ser identificadas.

O jovem, com cerca de 20 anos, disparou sobre a família, matando pelo menos 12 pessoas e ferindo quatro outras, incluindo três polícias. Entre os mortos estão a mulher e os três filhos, um dos quais com 20 dias, adiantaram.

As forças de segurança mataram o homem num tiroteio quando ele tentava fugir, indica a agência noticiosa norte-americana Associated Press.

Não é claro o que gerou a disputa da família ocorrida na noite de segunda-feira no bairro de al-Shareia, em Bayda.

Iémem em guerra desde 2014

O Iémen está em guerra desde 2014, quando os rebeldes Huthi tomaram a capital, Sanaa, ao governo reconhecido internacionalmente.

O conflito originou a pior crise humanitária do mundo, com milhões a sofrerem por falta de alimentos e medicamentos, e matou mais de 112.000 pessoas, entre combatentes e civis, segundo uma organização não-governamental que rastreia a violência no mundo.