Mundo

Laboratório fechado após divulgação de imagens de maus-tratos a animais pode reabrir

Cruelty Free International

Um vídeo de animais em sofrimento e maltratados foi divulgado há um ano e levou ao encerramento do laboratório na Alemanha, que agora pode reabrir. As imagens dos animais vítimas de maus-tratos podem impressionar as pessoas mais sensíveis.

As imagens foram captadas clandestinamente dentro do Laboratório de Farmacologia e Toxicologia em Hamburgo, na Alemanha, e foram divulgado por ativistas dos animais o ano passado.

O vídeo mostrava macacos pendurados pelo pescoço a gritar e cães e gatos a sangrar. Animais que enquanto não estavam a ser sujeitos a testes eram mantidos em pequenas gaiolas.

Cruelty Free International

Segundo o jornal Mirror, o vídeo foi filmado por um elemento das organizações Soko Tierschutz e Cruelty Free International (CFI) disfarçado de trabalhador do laboratório.

De acordo com a organização Cruelty Free International, os testes feitos aos animais envolviam o envenenamento para averiguar a quantidade de material químico necessário para causar danos graves, numa tentativa de se perceber o que podia ser uma "dose segura" para humanos.

Esta organização, como explica o Mirror, confirma que os animais eram injetados ou obrigados a ingerir quantidades consideráveis de uma substância para medir os efeitos tóxicos.

Cruelty Free International

Os efeitos provocados por esta substância incluiam vótimos, sangramento interno, febre, perda de peso, problemas de pele, falência de orgãos e até morte.

O ativista Friedrich Mülln, ao Mirror, disse que "investigação revelou um sofrimento terrível causado nos animais, práticas inadequadas e violações da legislação alemã e europeia".

Cruelty Free International

Depois de divulgadas as imagens do que se passava no interior do laboratório, em outubro de 2019, milhares de ativistas dos direitos dos animais manifestaram-se nas ruas de Hamburgo.

Em fevereiro deste ano, o laboratório acabou por ser encerrado, no entanto oito meses depois, com uma mudança na equipa e promessa de que os animais não seriam maltratados, correm rumores de que pode reabrir.

  • O primeiro dia de Web Summit 

    Web Summit

    Acompanhe aqui as palestras do palco principal. Neste primeiro dia, passam pelo palco nomes como Paddy Cosgrave, CEO e fundador da Web Summit, o primeiro-ministro António Costa, Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, ou a atriz Gwyneth Paltrow.

    Em Direto

    SIC Notícias