Mundo

"Nem um minuto de trégua para os inimigos". França já seguiu o rasto a 80 radicais islâmicos

Rui Félix

Rui Félix

Editor de Imagem

Operações políciais em França na consequência do ato terrorista da semana passada.

O governo francês reuniu este domingo. Do encontro de 02h30 ficou decidido avançar com várias operações policiais contra estruturas, associações, ou pessoas ligadas a círculos radicalizados, uma consequência do ato terrorista da semana passada.

Na passada sexta-feira, um professor de 47 anos foi decapitado nos arredores de Paris, perto da escola onde dava aulas de História e Geografia. Desde esse dia, as autoridades francesas já terão seguido o rasto a mais de 80 radicais islâmicos.

França terá ainda decidido expulsar 231 pessoas que constam na chamada "lista S", a lista de Segurança de Estado com nomes radicalizados.

O Governo francês deixa mesmo um aviso: diz que os inimigos da República não terão nem um minuto de trégua.

  • O primeiro dia de Web Summit 

    Web Summit

    Acompanhe aqui as palestras do palco principal. Neste primeiro dia, passam pelo palco nomes como Paddy Cosgrave, CEO e fundador da Web Summit, o primeiro-ministro António Costa, Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, ou a atriz Gwyneth Paltrow.

    Em Direto

    SIC Notícias