Mundo

Reação de deputado islandês durante terramoto torna-se viral

A região sudoeste da Islândia foi atingida por um sismo de magnitude 5,6 na escala de Richter.

Um sismo de magnitude 5,6 na escala de Richter foi esta terça-feira sentido na região sudoeste da Islândia, não existindo, até ao momento, relatos de vítimas ou danos materiais, avançaram as agências noticiosas internacionais.

O Instituto de Meteorologia islandês informou que o abalo foi registado ao início da tarde (14:43 hora de Lisboa) e que o epicentro do tremor de terra foi localizado perto de Krysuvik, a cerca de 35 quilómetros a sul da capital do país, Reiquiavique.

No momento em que o terramoto atingiu a capital da Islândia, o deputado parlamentar Helgi Hranf Gunnarsson estava a discursar e a sua reação tornou-se viral. Ao sentir a terra tremer, Gunnarsson correu até o umbral da porta mais próxima, seguindo os procedimentos de segurança em caso de sismos. Enquanto isso, o presidente do parlamento, Steingrímur Jóhann Sigfússon, não saiu do lugar e apelou aos deputados que mantivessem a calma.

A atitude do deputado gerou críticas nas redes sociais que o acusam de não ter protegido o presidente do parlamento. Gunnarsson respondeu com ironia na sua conta de Twitter, dizendo que "deveria ter arrancado Steingrímur J. Sigfússion da cadeira rapidamente, agarrando-o pelos ombros, e saltando da varanda do Althingi" - nome dado ao parlamento islandês.

Ao mesmo tempo, a primeira-ministra islandesa, Katrin Jakobsdottir, estava a intervir num evento 'online' organizado pelo jornal norte-americano Washington Post. Katrin Jakobsdottir fez uma pausa na intervenção, afirmando: "Oh meu Deus, está a acontecer um terramoto". E acrescentou: "Bem, isto é a Islândia".

As autoridades islandesas alertaram, entretanto, os habitantes da zona oeste do país sobre a eventual ocorrência de mais abalos.

A comunidade científica local não verificou um aumento da atividade vulcânica nesta região, cenário frequentemente associado à atividade sísmica na Islândia.

Apesar de ser um dos países mais ativos do mundo em termos sismológicos, a grande parte dos tremores de terra ocorridos na Islândia são de pequena magnitude e provocam poucos danos.