Mundo

Polícia canadiano condenado por espancar homem negro que acabou por perder um olho

Michael Theriault condenado a nove meses de prisão.

Um polícia de Toronto, no Canadá, foi condenado a nove meses de prisão pela agressão a um homem negro, em 2016, que acabou por perder um olho.

Segundo o The Guardian, os procuradores alegaram que o polícia Michael Theriault, que estava de folga, e o irmão Christian, perseguiram Dafonte Miller na manhã de 28 de dezembro de 2016, até que o deixaram sem escapatória e o espancaram ao ponto de perder um olho.

O juiz responsável pelo processo referiu, no momento em que proferiu a sentença, que "o contexto racial em que o crime aconteceu não pode ser ignorado". Para além dos nove meses de prisão, o polícia fica ainda 12 meses em liberdade condicional, depois de cumprir a pena de prisão, e sujeito a uma proibição de uso de arma durante cinco anos.

Dafonte Miller, que tinha 19 anos na altura da agressão, expôs através de uma carta, o impacto duradouro que aquele acontecimento teve na sua vida. Os procuradores leram a carta em tribunal, onde Miller contava que aquele "encontro" alterou para sempre a visão que tem da polícia e que nunca tinha sentido o abuso de poder na pele daquela forma.

"Ninguém me questionou. Só eu era digno de suspeita... Por causa da cor da minha pele", escreveu.