Mundo

Comércio de barbatanas está a matar milhões de tubarões

Iniciativa de cidadãos europeus lança desafio para se acabar com esta prática. Algumas imagens podem ferir a sensibilidade dos espectadores.

Um grupo de cidadãos europeus lançou um abaixo assinado para acabar com o corte das barbatanas dos tubarões, o chamado finning. Depois da remoção das barbatanas, a carcaça do tubarão é deitada ao mar.

Na maioria das vezes, o tubarão continua vivo e, incapaz de nadar, cai até ao fundo do mar onde acaba por morrer por hemorragia ou asfixia.

A iniciativa de cidadania "Stop Finning" está a decorrer na União Europeia e pretende reunir um milhão de assinaturas entre os vários países. Portugal tem de chegar às 15 mil.

Mais de 100 milhões de tubarões são mortos todos os anos, com 190 tubarões a morrerem por minuto e três a cada segundo.