Mundo

Estados Unidos anunciam novas sanções contra responsáveis de Hong Kong

Leah Millis

O Governo dos EUA já tinha anunciado sanções contra a chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam.

Os Estados Unidos anunciaram novas sanções contra quatro responsáveis de Hong Kong, acusados de restringir liberdades no território por pressão da China, anunciou esta segunda-feira o chefe da diplomacia norte-americana, Mike Pompeo.

Edwina Lau, chefe da divisão da polícia de Hong Kong responsável pela segurança nacional, é uma das responsáveis que estão, agora, proibidas de entrar nos EUA e cujos eventuais bens detidos em território norte-americano serão congelados, assim como Li Jiangzhou, diretor adjunto de um gabinete de preservação da segurança nacional.

"Estas medidas sublinham a determinação dos Estados Unidos em responsabilizar personalidades-chave que privam ativamente de liberdade a população de Hong Kong e minam a sua autonomia", referiu Pompeo em comunicado.

O Governo dos EUA já tinha anunciado sanções contra a chefe do executivo de Hong Kong, Carrie Lam, e uma dúzia de outros responsáveis em resposta à adoção, por parte da China, de uma lei de segurança nacional que coloca em causa a autonomia daquele território.

Hong Kong está no centro de um duro confronto com contornos de guerra fria entre os Estados Unidos e a China, que levou o presidente norte-americano, Donald Trump, a dar por terminado o estatuto de parceiro comercial preferencial de que o território gozava, em protesto contra a lei de segurança nacional da China.